[Valid Atom 1.0] [Valid RSS] Rabiscos de Eva: O muro caiu! Beleza!

11 de março de 2017

O muro caiu! Beleza!



O muro que dividiu a casa em dois territórios foi muito válido para minha pessoa, enquanto observadora da bagaça em curso. Serviu para que eu conhecesse melhor cada um dos participantes de ambos os lados, reavaliasse meus posicionamentos e enxergasse, com mais clareza, quem é quem nessa mixórdia de programa. 
É ótimo estar desapaixonada, quando se trata de BBB, é muito mais tranquilo o pós-decepção com os que elegi na primeira semana como favoritos, quando todos usam a máscara do personagem que ensaiaram, visando seduzir o público. 
É evidente que simpatizo com alguns, senão nem estaria mais aqui me dando ao trabalho de escrever. Todavia, asseguro que destes não faz parte o Trio dominante do lado Mexicano: Marcos, Ilmar e Emilly. Não me importa nada se eles serão os vencedores, se são protegidos da Produção do programa. Não sofro por antecipação. Está evidente que tudo se encaminha para a vitória da ninfeta e seus dois fantoches. 
Marcos, depois de ter dito a ela que não admitiria que interferisse em sua liderança, pois ele não havia interferido na dela, ontem, depois da conversa com Rômulo, acadelou-se (claro que estava na cama entra ndo no cio) e perguntou para a bisca se ela queria formar o paredão... Meu São Benedito! Como pode um homem do status de Marcos virar um babaca por causa do banquete xoxotesco que a ninfeta lhe oferece? Por Belzebu! Quanta babaquice!
Nunca discutiram tanto quanto fizeram nos poucos dias no lado mexicano. A ninfeta não sabe dialogar, fica sempre na defensiva, com a língua afiada, falando com voz gritada e ar desafiador. 
Chego a achar que a ferinha merece mesmo ser a campeã! A produção deve ter enxergado que ela é um prodígio genial em termos de jogadora, que honra o programa com sua fantástica presença e atuação, sua inteligência invulgar e seu raro talento para fazer o que, desde a época de Boninho, foi muito valorizado no BBB: fornicar, dar vida ao edredom, fazer ruidosas festinhas subedredônicas para aumentar a audiência. Enfim, a ninfeta é fodástica! Sensacional! 
Mas, o melhor da divisão foi a passagem de Rômulo para o lado mexicano. Escolheram-no na ilusão de que iriam lhe dar uma prensa bafônica. Hehehehehe, que ledo engano! 
Rômulo já entrou causando no quarto onde todos dormiam, dizendo que o recinto estava muito fedido a peido e outros odores. Se eu só suspeitava que o casal fedia, Romulo está deixando claro que fedem e muito. Aquele lençol melecado deve ter um bodum dos infernos... Hehehehehe! Lacrou! 
Em seguida, o diplomata pediu para irem para a área externa, sendo seguido apenas por Mari. Depois, chegou Mamão, enquanto, no quarto do líder, o casal mimoso tinha mais uma das suas enfadonhas e repetitivas discussões, porque a mimosinha não queria que ele fosse conversar com o novato. Marcos deixou-a falando sozinha e foi para a área externa. É assim mesmo, vez por outra ele dá uma de macho e desobedece às ordens da patroinha... Muito cut, cut esse casalzinho! Muito fofis! Adoooooro!
Enquanto Rômulo ficou sozinho com Mari, esta revelou que não é a líder, que haviam pedido que ela se passasse como tal, pedindo que Rômulo não dissesse nada. 
Chegando Ilmar, começaram um papo sobre a saída de Pedro, os dois com pontos de vista diferentes, até que o diplomata disse na cara dura que Mamão havia postergado o papel dele na casa, que trocou seus valores e alienou-se porque é conveniente ao jogo, acrescentando que ele e Marcos são fantoches da Ninfeta. 
O grupo mexicano achava que desestabilizaria os Americanos, só que Rômulo foi para o enfrentamento e eles nem sabiam argumentar, não seguraram a falsa liderança. Mary já mudou totalmente o discurso de “apoio” à ninfeta e o mesmo Daniel que se mostrou claramente aliviado de ter saído do antro mexicano, fortalecendo o lado americano, agora com cinco integrantes (Mari não é confiável, está no quarto negro e ficou a manhã toda paparicando a Ninfeta na piscina).
Rômulo é a única pessoa, nessa edição, que ousa falar na cara, olho no olho, sem titubear e sem rodeios. Disse na cara da Emilly que o voto dele será sempre nela, desenhou direitinho a Bisca, fez o resumo do seu egoísmo. Enfim, falou as verdades para a geral, na elegância, sem alterar a voz, com educação!
Rômulo sambou para essa turminha que está se achando poderosa. Que momento delicinha! Pelas barbas de Maomé! 
Rômulo soube mandar muito bem, sem ofender, sem perder a calma e a coragem de falar na cara, que poucos tem ali. Marcos só tem essa coragem para esculachar com Emilly em suas famosas discussões educativas e pedagógicas, apontando-lhe os erros, querendo reformá-la. O Doc ainda não se deu conta que o BBB não é reformatório, tampouco educandário! Querer tratar uma mulher feita, sambada nas noitadas da vida, profissa em matéria de sexo, como se fosse uma adolescente... Ridículo! 
Foi demais Romulo dizer que se Ana fizesse 1/5 do que a Emilly faz, ele não estaria com ela. 
O que ele disse na presença da Bisca já foi o bastante para baixar a bola da presunçosa deslumbrada. 
Claro que a postura dela foi de desdém, nariz empinado e deboche. Não poderia ter sido diferente, tratando-se da Ninfeta amoral, sem educação e sem um pingo de humildade. 
Emilly disse que não quer ouvir o que Rômulo tem para falar sobre ela. Marcos ficou irritado e saiu de perto dela, sentando-se do lado oposto. Foi hilária a tromba que a bisca armou de ódio... O Rômulo desenhou direitinho a Emmily. E ainda disse que não iria falar tudo ali mesmo, porque era muito pesado o que tinha a dizer. Preferia falar só com Marcos em particular. 
Aêêêê... Romulo me representando, falando tudo que eu gostaria de dizer. Subiu no meu conceito. 
Olha só que jogada de Mestre de Rômulo: convidou Marcos para o almoço do líder. Estão sozinhos e com tempo bastante para conversarem sem a interferência da Bisca. 

O muro foi retirado, a Pestinha não deu piti, está toda docinha com todos, participando da hipocrisia geral, como manda a boa educação. Robertinha fofinha no papo com Ilmarzinho. Inclusive este pediu que ela o ajudasse com a louça e... pasme! A bonitinha aceitou toda docinha... Ai, que muito! Ai, que gente autêntica! Já viu né? Pera aí, que vou dar uma vomitadinha!
Postar um comentário